Avaliação do impacto económico causado pela retirada de substâncias ativas de culturas chave em Portugal

culturas

Este estudo efectuado em 2015, com a participação de profissionais do sector produtivo, incidiu sobre o potencial impacto da retirada de substâncias activas (s.a.) consideradas em risco de exclusão a nível da U.E. no rendimento dos produtores das fileiras: videira/vinho, oliveira/azeite, milho/grão, pereira/rocha e tomate indústria. Estas fileiras representam quase 1,5 mil milhões de euros, cerca de 40% do rendimento da produção vegetal nacional.