Ponte de Lima e Vila Real: últimas paragens para esclarecer sobre a gestão de embalagens e outros resíduos em agricultura.

Ponte de Lima, ontem e Vila Real, hoje, foram as duas últimas paragens da série de sessões de esclarecimento sobre a aplicação prática da nova licença que já está em vigor, realizadas pela Valorfito, o Sistema Integrado de Gestão de Embalagens e Resíduos em Agricultura, em colaboração com Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAP Norte).

Informar e sensibilizar todo o setor agrícola português para a gestão de embalagens e outros resíduos em agricultura, explicando e apresentado as principais alterações decorrentes da nova licença que passou a integrar a gestão de novos resíduos no sistema (como as embalagens dos biocidas de controlo de animais prejudiciais e de proteção da madeira e as embalagens de sementes destinadas a utilização profissional) é o grande objetivo destas duas sessões.

Assim, a sessão de esclarecimento de dia 25 de setembro, que decorreu no Auditório da Câmara Municipal de Ponte de Lima e a sessão de hoje, que teve lugar no Auditório do Régia-Douro Park, em Vila Real, reuniram muitos profissionais do setor agrícola da região norte de Portugal.

A abertura dos dois encontros contou com a presença do Diretor Regional da DRAP Norte, Manuel Sousa Cardoso e o Diretor-Geral do Valorfito, António Lopes Dias,. As sessões contaram ainda com a participação de João Cardoso, Gestor de Projeto na ANIPLA; Catarina Carvalho, Secretária Executiva da Divisão de Agroquímica da GROQUIFAR; Sílvia Ricardo, da Agência Portuguesa do Ambiente e Jorge Costa, técnico Superior da DRAP Norte.

O Comando da Polícia de Segurança Pública, em Ponte de Lima foi representado pelo Chefe Principal José Correia e pelo Agente Principal João Teixeira. Já em Vila Real, esta instituição viu-se representa-da pelo Chefe Nuno Matos e pelo Agente Principal Jorge Dinis.

De destacar que a licença, que está em vigor desde o passado dia 1 de janeiro e termina no final do ano de 2021, foi anunciada no despacho n.º 6560/2017 e oficializa a atuação do sistema integrado de gestão de embalagens e resíduos agrícolas.

Com a renovação, passaram a integrar o âmbito do Sistema todas as embalagens de fitofármacos (recorde-se que estavam excluídas embalagens de capacidade superior a 250 litros), mas são também introduzidas as embalagens de sementes de uso profissional e as embalagens de biocidas de controlo de animais prejudiciais e controlo da madeira– o que representa um importante passo na responsabilidade ambiental dos produtores agrícolas.

A série de sessões de esclarecimento da Valorfito passou por cidades como Lisboa, Santarém, Évora, Faro,Angra do Heroísmo e Ponta Delgada (Açores), Funchal e São Vicente (Madeira) e Coimbra.

     

As sessões de esclarecimento sobre a aplicação da Nova Licença reuniram o setor agrícola da zona Norte do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *