Produzir com mais eficácia com a ajuda do Big Data.

Novas tecnologias têm uma palavra a dizer na preservação dos recursos ambientais.

A inovação tecnológica aplicada à produção alimentar está a dar passos firmes para ajudar a resolver problemas de impacto global e a perda de recursos ambientais.

O Big Data e a analítica avançada podem ser uma das respostas para lidar os desafios. Esta tecnologia pode ser usada para otimizar processos como a gestão de resíduos, previsões climatéricas, ou para planear a procura. A agricultura de precisão e o uso de drones, tratores autónomos ou aplicações IoT (Internet of Things, a Internet das Coisas) já estão em campo para dar aos agricultores dados em tempo real do consumo de água, do estado do solo ou das necessidades específicas de fitofármacos. Quanto mais dados recolhidos, mas conhecimento será possível obter sobre o estado da plantação e ter um diagnóstico detalhado sobre as culturas analisadas. Um agricultor pode, por exemplo, recolher dados sobre toda a sua produção num só dia e identificar os problemas mais urgentes, cuidando com precisão em vez de desperdiçar recursos numa abordagem geral.

Quanto mais democratizado e acessível for este sistema de gestão, mais recursos terão os agricultores para produzir com a máxima eficácia, poupando recursos naturais e preservando a biodiversidade ao mesmo tempo que cumprem a sua missão primordial de alimentar o planeta. Uma coisa é certa: algo está a mudar no mundo da agricultura.

Pode consultar mais informação no relatório da Mckinsey aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *