Retirada de fitofármacos poderá ter impacto negativo de 810 milhões de euros nas fileiras do vinho, azeite, milho, pêra e tomate

Os agricultores portugueses da fileira do vinho, azeite, milho, pêra e tomate obtêm atualmente um rendimento de mais de 1,5 mil milhões de euros, o equivalente a 40% do rendimento da produção vegetal nacional. A retirada de substâncias ativas do mercado, que ajudam a proteger as culturas, teria um impacto previsível de perdas de cerca de 810 milhões de euros, sendo o vinho o principal afetado (360 milhões de redução de rendimentos). Os cálculos constam do estudo “Avaliação do Impacto Económico Causado pela Retirada de Substâncias Ativas de Culturas Chave em Portugal”, promovido pela Anipla.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *